Cointelegraph

Real Madrid anuncia parceria com empresa de blockchain que desenvolve artigos digitais para colecionadores

O time de futebol espanhol Real Madrid se uniu aos rivais europeus Borussia Dortmund e Arsenal no Fantastec SWAP, a plataforma de colecionáveis digitais baseada em blockchain.

O time de futebol espanhol Real Madrid se uniu aos rivais europeus Borussia Dortmund e Arsenal no Fantastec SWAP, a plataforma de colecionáveis digitais baseada em blockchain. Os usuários agora poderão coletar e comercializar com segurança colecionáveis autênticos, como autógrafos de jogadores e conteúdo de vídeo exclusivo. A notícia foi publicada pelo portal dedicado a esportes, Sports Pro Media.

Em mais uma inserção do blockchain no mundo do futebol, um dos clubes de futebol mais bem sucedidos do mundo, o Real Madrid, entrou em uma parceria com a plataforma de colecionáveis digitais Fantastec SWAP. No início do ano, a startup de blockchain também havia assinado com outros times de futebol, incluindo o Arsenal da Inglaterra e o alemão Borussia Dortmund.

Como resultado da recém-batizada parceria, os torcedores do Real Madrid poderão agora coletar e trocar mercadorias oficiais do clube, como autógrafos de jogadores e conteúdo de vídeo exclusivo, em uma plataforma segura e transparente baseada em blockchain. Com o Real Madrid a bordo, a Fantastec expandir ainda mais a exposição de sua plataforma.

Comentando sobre a parceria, Simon Woolard, sócio de desenvolvimento de produto da Fantastec, declarou ao portal:

 “Somos todos muito ambiciosos e temos uma visão clara de como imaginamos que as comunidades esportivas e de fãs irão evoluir nos próximos anos. Cada um dos nossos produtos nos ajuda a aprender mais e mais sobre o comportamento e as necessidades dos fãs.”

A tecnologia Blockchain já é adotada em diversos setores em todo o mundo. A tecnologia tem sido adotada em setores como gestão de cadeia de suprimentos, direito e imobiliário, entre outros, prometendo aprimoramento no tempo de processamento de dados, transparência e segurança.

As criptomoedas, que faz uso da tecnologia de contabilidade distribuída (DLT), também despertaram a atenção de vários clubes de futebol. Alguns times do Brasil já entraram no mercado, como é o caso do Atlético Mineiro, o Fortaleza e o Corinthians, que têm moedas próprias, como noticiou o Cointelegraph.