Portal do Bitcoin

Criador da Mt. Gox, a exchange que perdeu 850 mil bitcoins, se livra da prisão no Japão

O fundador da falida exchange de bitcoin Mt. Gox, Mark Karpeles, acusado de peculato e manipulação de dados, obteve uma redução de pena de 2 anos e meio no processo que corre na Justiça do Japão, reportou o Kyodo News nesta sexta-feira (15).

De acordo com o site, Karpeles foi absolvido de peculato, mas permanece culpado da manipulação de dados que provocou a perda de centenas de milhões de dólares em bitcoins e dinheiro. No entanto, ele se declarou inocente das duas acusações.

Em dezembro do ano passado, a promotoria japonesa havia pedido 10 anos de prisão para o acusado por apropriação indevida de fundos de clientes.

Segundo os promotores, Karpeles teria transferido 341 milhões de ienes (cerca de R$ 12 milhões) da exchange para sua conta pessoal entre setembro e dezembro de 2013.

Após isso, ele supostamente construiu um saldo dentro da própria Mt. Gox — que já foi a maior bolsa de bitcoin do mundo.

Em períodos que antecederam o caso e seu pedido de falência (2014), a exchange chegou a administrar 80% das operações mundiais com a criptomoeda.

Mt. Gox perdeu 850 mil bitcoins

A Mt.Gox entrou oficialmente em processo de falência em abril de 2014 após alegar ter sido hackeada em 850.000 bitcoins, avaliados na época em quase meio bilhão de dólares. O caso entrou para a história dos maiores roubos no criptomercado.

Desde então, o caso seguia sem um desfecho. Em julho de 2018, os credores tiveram uma vitória quando o Tribunal emitiu uma ordem aprovando uma petição para iniciar programa de recuperação.

A ação, contudo, envolvia apenas clientes individuais. Corporações que tinham contas na exchange deveriam aguardar para terem seus criptoativos devolvidos.

Segundo o relatório, a Mt. Gox não seria capaz de devolver os bitcoins dos acionistas, pois primeiramente seriam ressarcidos os credores comuns.

O início da queda da Mt.Gox

Em fevereiro de 2014, a Mt.Gox fechou repentinamente todas as transações, causando pânico entre seus clientes em todo o mundo.

Em seguida, anunciou sua insolvência alegando ter perdido cerca de 850.000 bitcoins em um ataque hacker.

Em junho do ano passado, o tribunal de Tóquio emitiu uma ordem para iniciar um processo de reabilitação civil para a MtGox, suspendendo o processo de falência.

A empresa deve iniciar o ressarcimentos dos credores com Bitcoin, Bitcoin Cash e dinheiro no início no verão japonês deste ano.

Japão tomou providências

O colapso da Mt. Gox prejudicou a imagem das criptomoedas, particularmente entre investidores e corporações japonesas.

Porém, o caso também levou o governo do Japão a decidir como tratar o bitcoin, e, junto aos reguladores, licenciou as negociações e exchanges. O Japão tornou-se, então, o primeiro país a tomar tal medida.

Como argumento, na ocasião, o governo japonês citou a exploração da tecnologia financeira como meio de estimular a economia.

Clique aqui e siga o Portal do Bitcoin no Instagram


3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

O post Criador da Mt. Gox, a exchange que perdeu 850 mil bitcoins, se livra da prisão no Japão apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.