Minha Moeda Virtual

CoinDesk lança nova ferramenta que promete visão mais completa das criptomoedas

Nesta quinta-feira, 15 de novembro, a agência de notícias Coindesk anunciou, através do seu próprio site, uma nova ferramenta, o Coindesk Crypto-Economics Explorer. O site de notícias focado no universo das criptomoedas já havia lançado, em 2013, o CoinDesk Bitcoin Price Index (BPI), um índice de preço dos principais ativos digitais do mercado.

O CoinDesk Crypto-Economics Explorer promete ser uma ferramenta projetada para oferecer uma visão mais completa da atividade econômica dos criptoativos. Com o novo produto de insight de dados, é possível explorar até que ponto as exchanges estão suportando sua economia e se os desenvolvedores estão trabalhando ativamente para melhorar seu código principal.

A ferramenta conta com um conjunto de 28 fatores referência relacionados a preço, exchange, efeito de rede, base de desenvolvedores e dados sociais que permitem a comparação entre os criptoativos, uns contra os outros e também contra o Bitcoin.

Para normalizar os dados, a Coindesk criou a referência Bitcoin, que facilita a comparação com Bitcoin e com outros criptoativos. O benchmark é um índice proprietário de preços ponderado por volume que se baseia em preços de mercado em 16 exchanges diferentes.


A referência de exchange procura expandir o que é atualmente rastreado, incluindo fatores como o valor total transacionado nas exchanges de criptomoedas e nos volumes de negociação.

Além disso, outras respostas são expostas, como quantas trocas listam o criptoativo, quantos pares de negociação este ativo possui nas exchanges e outros.

A referência de rede examina os pontos de dados específicos da blockchain em questão, como o número de transações na cadeia, a lucratividade da mineração e quantos nós estão executando o software.

A referência de desenvolvedores procura medir o quão ativa é a base de desenvolvedores de um ativo, respondendo a perguntas como: quantos desenvolvedores estão trabalhando no protocolo, quanto código está sendo proposto, testado e confirmado no GitHub e outras.

A referência social demonstra um fenômeno único nas criptomoedas: que a discussão, o debate e até mesmo a governança ocorrem predominantemente nas redes sociais. Esse ponto de dados mede quantos seguidores e inscritos um projeto tem em várias plataformas e procura indicar quanto interesse existe na rede.

Essas cinco referências, quando combinadas, fornecem os primeiros rankings do Crypto-Economics Explorer comparados ao Bitcoin.

Para ser claro, um recurso pode ter pontuações de referência superiores às do Bitcoin e esperamos ver isso à medida que observamos seu crescimento e desenvolvimento nos próximos anos.

Confira CoinDesk lança nova ferramenta que promete visão mais completa das criptomoedas em Minha Moeda Virtual.